My Way - Mars - Gun's... Canções que tocam a minha ALMA (seleção csl)

sábado, 19 de agosto de 2017

...Vamos filosofar! (csl)


... E se as contas (contabilidade) não fecham!
... E se no Direito o que era para ser objetivo é por todo subjetivo
... Então vamos pensar!
...
Na contabilidade muitas pesoas pensam que trata-se da área de exatas, que o contador domina números, que literalmente 2+2=4, porém na realidade trata-se de matéria da área de humanas, há presença do ser humano a decidir sobre o resutado, a exemplo clássico de existir uma situacao na contabilidade que conversa com o direito, a exemplo de existir uma divida no balanço de 10 mil e que que a provisao de juros ao longo do tempo poderia ser 3 mil, mas a depender do tipo indice a ser utilizado a gestao da empresa pode ser conservadora, moderada ou arrojada e isto impacta no resultado, por óbvio lógica alguma existe, existe uma decisao que poderá ser para mais ou para menos.

No direito o que deveria ser objetivo, por demais é subjetivo, enquanto John Rawls no seu discurso sobre Teoria da Justiça, apresenta o seu conceito, Gadamer desconstrói pela hermenêutica, no literal sentido da Interpretação, e é possível vermos isto no nosso dia-a-dia, uma vez - exemplo - que o STJ trata de assuntos infraconstitucionais e o STF de assutos constitucionais, mas aquele afronta este, e este aquele, e a sociedade fica perplexa, quando não o STF "afronta a sí mesmo", no exemplo clássico atual da discussão sobre a condenação em 2o grau em matéria criminal, poder ou não manter o réu preso.

Já na filosofia o que está, está... parece simples, não, não é bem assim.
Vamos tratar aqui não como o objeto (exemplo cosmos) ou o ser (nós humanos) fomos concebidos, mas questionar, Porque fomos concebidos, outro viés a inferir como e porque? Como não me interessa, já está aí, me interessa saber porque?

Enfim, para que facilitar se poderemos complicar, uma vez que expandir a zona de conforto pode ser interessante ou permanecer na zona de conforto para quem tudo aceita, ou tem o falacioso argumento de que "o que deverá ser, será!"

Nós somos agentes de mudança, isto posto "hands on, please!"

Claudionei Santa Lucia
Aprendiz de Pensador...

 

Afinando o instrumento! (csl)


Entender o cosmos ou entender o ser, qual a sua preferência?
A minha é entender o ser, o cosmos é objeto, não seria necessário se o ser não o habitasse!
...
Claudionei Santa Lucia
Pretenso pensador...

 

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Fiquei Rico, e agora?! (csl)








Histórico de pessoas que ficaram ricas por meio de situações inusitadas são vastos, basta pesquisar na internet.

Assim como estas mesmas pessoas como ficaram ricas de forma inusitada, perderam tudo, mas não de forma inusitada, porque o único caminho seria este, a considerar não serem afeitos a gestão do dinheiro, enfim a gestão do patrimônio.

Os protagonistas ora em comento, guardam relação com:

a) Ganhadores de Realitys Shows
b) Jogadores de Futebol
c) Cantores que fazem sucesso com uma única música
d) Herdeiros
e) Ganhadores de prêmios de toda natureza, a exemplo da mega sena
f) Reflexo de acordos milionários de divórcios
g) Reflexo de acordos milionários de sociedades rompidas

A proposta do vídeo e do texto ora elaborado não tenho cunho de dar um conselho, ou prestar uma consultoria, por incrível que pareça, tem talvez o cunho de fazer as pessoas fugirem de falsos consultores financeiros, que se intitulam como coaching, e sequer são bem sucedidos nas suas vidas pessoais financeiras.

Talvez tenha o propósito de fazer compreender que a internet hoje, disponibiliza muita informação, que há que ser filtrada, escuta-se supostos coachings dizendo que um processo de coaching financeiro oscila de R$ 4.000,00 a R$ 75.000,00 ou seja, incoerente transitar por preços de um produto tão diverso, e que se quer o coaghing que diz que o seu processo de coaching, ou seja, se ele for contratado que cobrará este valor, mas ele não consegue indicar uma pessoa que foi seu aluno e obteve êxito após o seus ensinamentos, mas ventila aos quatro cantos que ele é bom e que ele faz pessoas se tornarem milionárias, mas ele não é milionário.

Cansado de ver está folia de marketing digital enganando tantas pessoas.

Outro dia um pseudo empresário de coaching teve a pachorra de dizer e veicular na mídia na internet que pagará pela formação de coaching 90%. e que uma formação de coaching custa de 10 a 15 mil reais, logo então custará somente para ele o novo aluno cooptado a quantia módica de R$ 1.500,00 simples assim.

Não estou aqui falando mal dos coachings, cada um faz o que quer, contrata o que quer, mas o marketing, independente de digital ou não tem um lado maléfico, ele induz as pessoas mal preparadas, impulsivas a comprar algo que não levará elas a lugar algum, e que o único resultado será a frustração e menos dinheiro que já não tem na sua conta bancária.

Disponibilizo este vídeo com o propósito de orientar aqueles que tem um patrimônio expressivo, e não estas pessoas que querem fazer de outras pessoas milionárias, ou seja, quero mostrar a realidade nua e crua e não sonhos por consequência frustrações.

Por derradeiro, o novo RICO de verdade, seguindo o roteiro que ora compartilho poderá ver o seu patrimônio protegido e quem sabe duplicado, triplicado se tiver os cuidados aqui elencados no texto e no vídeo.

No vídeo parece bem claro, mas no texto transcrevo os dizeres do vídeo, que se resumem assim:
Ao se deparar com uma quantia expressiva, a partir de R$ 50.000.000,00 (cincoenta milhões de reais), contrate dois profissionais para assessora-lo:

1) Contador
2) Advogado, este de preferência com foco na área tributária

Pegue o valor recebido, seja por qualquer das fontes já descritas acima, exemplo... advindo de um Reality Show, herança, um contrato para um jogador de futebol e divida em 3 partes.

1/3 – Guarde, mantenha na poupança ou em algum lugar que o capital seja intocável e renda no mínimo 12% a.a. de rendimentos financeiros sem tributação.

Contrate 3 Gestores e divida os 2/3 remanescentes na mão destes 3 gestores.
Use headhunters renomados no mercado na contratação destes três executivos, com formação na área financeira, em especial advindo da FGV ou instituição com renome equivalente e que possa dar garantias para fazer a gestão do seu patrimônio.

Assine um contrato com os três gestores por 12 meses, remunere-os com um valor fixo de R$ 20.000,00 (vinte mil reais) por mês, e 1% sobre o resultado das operações do seu patrimônio que está sob a gestão deles.

No contrato assinado de gestão do patrimônio, exija que seja vinculado garantia real no valor entregue, bem como aval da pessoa física, com cláusulas penais claras sob a possível má gestão ou gestão temerária dos recursos.

Ao final de 12 meses, exclua um gestor, aquele que lhe deu menos resultado, e mantenha sempre 2, e acompanhe o desempenho de ambos, promova auditoria e prestação de contas de forma recorrente e submeta aos seus assessores, que em contrato ficara as expensas dos contratados (gestores).

Claudionei Santa Lucia
Contador
CRC-SP 1PR030.996/O-7 “T”
www.csl.cnt.br